Benvindos!

Neste espaço divulgo meus trabalhos, textos e eventos.
Por gentileza, não faça cópia dos textos ou das fotos, obrigada!

quarta-feira, 5 de maio de 2010


Significado das flores
Em uma época muito distante, no Século XIX, Madame de La Tour publicou um livro com o nome de La Language des fleurs (A linguagem das flores) onde cada flor recebia um tipo de conotação. Thomas Hood no reinado da Rainha Vitória da Inglaterra elaborou e publicou um poema onde falava a mesma coisa que o livro. Daqueles tempos para cá, muito mais flores foram adicionadas e temos hoje uma enorme lista sobre o assunto.
Hoje, na época da televisão, internet, tweeter e outros meios de comunicação mundial, a Terra virou uma aldeia onde todos podem conversar e interagir. Mas no Século passado os costumes eram muito rígidos, os casamentos eram arranjados e os noivos somente se encontravam face a face nos últimos dias antes do casamento. Depois, em épocas posteriores nas festas e bailes as moças eram vigiadíssimas por avós, mães e tias, impedindo namoros indesejáveis para as famílias. As moças e rapazes espertos conseguiam driblar os olhares vigilantes e as línguas ferinas. Como? Cumplicidade de amigos e amigas? Claro que sim, a rede de aliados dos namorados agia de modo bem eficaz. Mas também o amor silencioso, tímido, podia se pronunciar através das flores.
As rosas, por exemplo, têm um significado para cada cor. A vermelha é paixão, a branca é amor eterno. Se a rosa está ainda em botão, significa timidez, se aberta, compromisso. Olha que perigo! Se a intenção do pretendente ainda não era compromisso e o dia estivesse meio quente, da ida da floricultura até as mãos da moça, abririam as flores. Sim, porque naquela época os automóveis não andavam a mais de 60km/h. Era bonde.... Vem o outro lado, a moça tinha de decorar tudo, ter um caderninho com os significados para não se enganar... imagine, quanto café com sal ganharam alguns atrevidos que não sabiam da história e trouxeram flores erradas....
Perderam-se na poeira dos tempos. Hoje, com a rapidez cada vez maior, será que estas emoções do olhar e pensar, sentir e sonhar ainda existe?....Quero acreditar que sim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário